quinta-feira, 6 de julho de 2017

Mulheres da Biblia: Hulda

Hulda foi uma profetisa, mulher de Salum, filho de Ticvá e neto de Harás. Hulda viveu no tempo em que reinava em Judá o rei Josias. Ele começou o seu reinado com oito anos de idade e, logo cedo, "... começou a buscar o Deus de Davi, seu pai" (2Co 34:3). Por amar ao verdadeiro Deus, ele decidiu purificar Judá e Jerusalém mandando derrubar os altares de outros deuses, quebrar as imagens de escultura e de fundição. Esta purificação se estendeu também a outras cidades. A Bíblia em 2Cr 34:8 nos diz: "E no ano décimo oitavo do seu reinado, havendo já purificado a terra e a casa ... " enviou homens "... para repararem a casa do Senhor seu Deus." Hulda era esposa de Salum, um homem ilustre e de família nobre, responsável pela guarda das roupas, ou do Templo
Um fato muito importante aconteceu quando a casa do Senhor estava sendo reparada: "... Hilquias, o sacerdote, achou o livro da lei do Senhor, dada pela mão de Moisés" (2Cr 34:14). Ao encontrar o livro de Deus, o sacerdote o deu a Safã, o escrivão, que levou ao rei e disse: "O sacerdote Hilquias entregou-me um livro. E Safá leu nele perante o rei" (2Cr 34:18). Ao ouvir a Palavra do Senhor, o rei viu que todos não estavam guardando a Palavra Santa de Deus. Ele, então, rasgou as suas vestes e pediu para irem consultar o Senhor. Foram até a profetisa Hulda que disse tudo que o Senhor mandou dizer:
1- Para o povo: "Eis que trarei mal sobre este lugar, e sobre os seus habitantes, a saber, todas as maldições que estão escritas no livro que se leu perante o rei de Judá" (2Cr 34:24b). 2- Para o rei: "Porquanto o teu coração se enterneceu, e te humilhaste perante Deus, ouvindo as Suas palavras contra este lugar, e contra os seus habitantes, e te humilhaste perante Mim, e rasgaste as tuas vestes, e choraste perante Mim, também Eu te ouvi, diz o Senhor. Eis que te reunirei a teus pais, e tu serás recolhido ao teu sepulcro em paz, e os teus olhos não verão todo o mal que hei de trazer sobre este lugar e sobre os seus habitantes." (2Cr 24:27-28). Hulda como profetisa repetiu as palavras que o Senhor Deus mandara falar.
Significado do nome Hulda, hebraico, doninha.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Mulheres da Biblia: GÔMER

Quando o Senhor começou a falar por meio de Oseias, disse-lhe: "Vá, tome uma mulher adúltera e filhos da infidelidade, porque a nação é culpada do mais vergonhoso adultério por afastar-se do Senhor". Deus pretendia usar o relacionamento pessoal do profeta com ela como uma lição clara e objetiva sobre o Seu próprio relacionamento com Seu povo infiel, Israel. Fosse qual fosse seu passado, Gômer deve ter demonstrado algum sinal de verdadeiro arrependimento e fé no Senhor. Deus o levou a tomá-la como esposa e foi assim que Gômer, filha de Diblaim, tornou-se a insólita esposa do jovem pregador iniciante. Por isso ele se casou com Gômer, filha de Diblaim; ela engravidou e lhe deu um filho. Foi Deus quem deu o nome ao bebê, pois este nome devia ter um significado profético para a nação. Ele o chamou de Jezreel, pois foi lá que Jeú, bisavô de Jeroboão, ambiciosamente subiu ao trono por meio de violência e derramamento de sangue. Embora a dinastia de Jeú tivesse prosperado por algum tempo, sua destruição despontava no horizonte e devia acontecer no vale de Jezreel (Oseias 1:4-5). Gômer engravidou novamente e deu à luz uma filha. Então o Senhor disse a Oseias: "Dê-lhe o nome de Lo-Ruama, pois não mais mostrarei amor para com a nação de Israel, não ao ponto de perdoá-la. Contudo, tratarei com amor a nação de Judá; e eu lhe concederei vitória, não pelo arco, pela espada ou por combate, nem por cavalos e cavaleiros, mas pelo Senhor, o seu Deus.Depois de desmamar Lo-Ruama, Gômer teve outro filho. Então o Senhor disse: "Dê-lhe o nome de Lo-Ami, pois vocês não são meu povo, e eu não sou seu Deus. Deus disse a Oseias para chamá-lo de Lo-Ami, que significa “não meu povo” ou “não meu parente”. Este nome simbolizava a alienação de Israel do Senhor, e também desmascarava as escapadas pecaminosas de Gômer. A criança nascida na casa de Oseias não era dele.
Agora tudo tinha vindo à tona. Todo mundo sabia dos casos amorosos de Gômer. Embora o segundo capítulo inteiro da profecia de Oseias descreva o relacionamento do Senhor com Seu povo infiel, Israel, é difícil deixar de sentir que isso é demonstrado no relacionamento entre Oseias e Gômer, ensanduichado entre dois capítulos que claramente descrevem essa história triste e sórdida. Ele pleiteou com ela (2:2); ameaçou deserdá-la (2:3); e mesmo assim ela continuou correndo atrás de seus amantes, porque eles lhe prometiam muitas coisas materiais (2:5). Em certa ocasião, ele até tentou impedi-la (2:6), mas ela continuou a procurar seus companheiros de pecado (2:7). Oseias sempre a levava de volta, demonstrando seu amor e perdão, e eles tentavam novamente. No entanto, o arrependimento dela tinha vida curta e logo ela estava outra vez atrás de um novo amante. Então, veio o golpe fatal. Talvez tenha sido um bilhete ou um recado enviado por um amigo, mas a essência parece ter sido: “Estou indo embora, e desta vez é para sempre. Encontrei meu verdadeiro amor. Não volto mais”. Como Oseias deve ter sofrido! Ele a amava tanto, e chorou tanto por sua causa, que era como se ela tivesse morrido. Seu coração doía por saber que ela escolhera uma vida que certamente a levaria à ruína. Oseias queria ver Gômer novamente ao seu lado como uma esposa fiel. E ele acreditava que Deus era poderoso o suficiente para fazer isso. Um dia ele ouviu uma fofoca de que ela tinha sido abandonada pelo amante. Ela tinha se vendido à escravidão e atingido o fundo do poço. Essa era a última gota. Com certeza, agora, Oseias iria esquecê-la. Mas seu coração lhe disse: “Não!”. Ele não poderia desistir dela. E, então, Deus lhe falou: “Vai outra vez, ama uma mulher, amada de seu amigo e adúltera, como o SENHOR ama os filhos de Israel, embora eles olhem para outros deuses” (Os. 3:1). Gômer ainda era amada por Oseias, mesmo sendo adúltera, e Deus queria que ele fosse atrás dela novamente e lhe mostrasse seu amor. Assim ele deu início à sua busca, levado por esse indestrutível amor divino, amor que tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta, e jamais acaba. Finalmente ele a encontrou, toda esfarrapada, machucada, doente, suja, desgrenhada, largada, presa a uma plataforma de leilão de um asqueroso mercado de escravos, uma figura repulsiva da mulher que um dia fora. E ficamos nos perguntando como alguém poderia amá-la nessas condições. Oseias, no entanto, comprou-a por quinze peças de prata e um ômer e meio de cevada (Oseias 3:2). Então, ele lhe disse: “tu esperarás por mim muitos dias; não te prostituirás, nem serás de outro homem; assim também eu esperarei por ti” (Oseias 3:3). De fato, ele pagou por ela, levou-a pra casa e, por fim, restabeleceu-a como sua esposa. Embora não encontremos nada mais na Escritura sobre o relacionamento entre os dois, podemos presumir que Deus tenha usado esse ato magnânimo de amor e perdão para enternecer o coração de Gômer e mudar sua vida.
Significado do nome Gômer: hebraico,completo.

terça-feira, 27 de junho de 2017

Mulheres da Biblia: A Filha de Jefté

Jefté era filho de prostituta e foi expulso de sua terra Gileade para que ele não tivesse família por lá. Depois de algum tempo, os amonitas entraram em guerra contra Israel, que não conseguia vencê-los. Porém, nesse momento, saíram para buscar Jefté para que ele chefiasse a batalha (Juízes 11:1-11). Antes de guerrear, Jefté fez um voto ao Senhor dizendo que, se ele fosse vitorioso, daria em holocausto o primeiro que saísse de sua casa para cumprimentá-lo depois da guerra (Juízes 11:30-31). E assim, ele saiu e venceu a guerra. Ao chegar em casa saiu a seu encontro sua única filha, comemorando a sua chegada. Naquele momento, Jefté ficou triste ao lembrar do voto que fez ao Senhor e que teria que cumprir. Ao contar para sua filha o que tinha falado e prometido diante do Senhor, ela não se opôs, somente pediu para que chorasse sua virgindade por 2 meses, antes de cumprir nela o seu voto (Juízes 11:32-40). A Bíblia não menciona o nome da filha de Jefté mas podemos ver que a sua fé, o seu amor e dedicação ao Senhor nos mostra que sua confiança no Senhor estava acima de todo e qualquer medo; a sua confiança a deixava forte sabendo que o seu Deus era Senhor da situação; a sua confiança era cheia da fé que agradava a Deus. Como o Senhor deve ter-se orgulhado desta jovem que preferiu morrer a desfazer o voto que seu pai fizera a Ele! Como seu pai deve ter-se orgulhado dela, filha única e tão querida, ao vê-la enfrentar a morte com coragem a fim de que ele não deixasse de cumprir o que havia prometido ao Senhor! Ele prometeu a Deus que ofereceria em holocausto o primeiro que saísse para falar com ele na sua volta para casa.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Mulheres da Biblia: Jael

Pois o Senhor Deus entregará Sísera nas mãos de uma mulher." (Juízes 4:9 ) Assim começa a história de Jael. A frase acima foi dita pela profetiza Débora para Baraque, o comandante do exército israelita. Israel estava em guerra contra Jabim, rei de Canaã, e Sísera era o capitão do seu exército. Quem estava julgando Israel naquele tempo, era uma profeta chamada Débora. Ela chamou Baraque e disse a ele que o Senhor já havia ordenado que separasse dez mil soldados para lutar contra Sísera. Então ele disse que iria a luta se ela fosse com ele. Débora disse: "Está bem! Eu vou com você. Mas você não ficará com as honras da vitória, pois o Senhor Deus entregará Sísera nas mãos de uma mulher." (Juízes 4:19
O cenário era de guerra entre Canaã e Israel. Jael ouvia falar sobre o Deus de Israel e começou a crer Nele. Um dia, o comandante do exército inimigo, Sísera, fugindo da guerra chegou até a tenda de Jael. Esta imediatamente se dispôs em ajudá-lo, dando leite para beber e um lugar para dormir (Juízes 4:16-20). Vendo que Sísera estava muito cansado, pegou uma estaca da tenda e fincou na cabeça do comandante (Juízes 4:21). Assim, ele morreu e foi entregue ao comandante Baraque, que lutava pelo povo de Israel (Juízes 4:22).
Corajosa e sábia Jael não era uma mulher violenta, mas ela sabia quem estava hospedado na sua casa: um homem de guerra que estava lutando contra Israel. Ela não se importou com a brutalidade do seu ato ou da possível cena de horror que causaria, mas queria terminar com aquela guerra e, de alguma forma, ajudar o povo de Deus. Além de corajosa, Jael foi sábia, pois esperou o momento certo para atacar o inimigo. Por ser um homem de guerra, provavelmente ela não ganharia na luta com espada ou corporal, mas esperou ele chegar na sua fraqueza, para atacá-lo e resolver um problema.
Naquele momento Baraque estava seguindo Sísera, e quando chegou perto da tenda de Jael, ela se aproxima dele e o leva para ver que Sísera estava morto. Quando Israel venceu Jabim, rei de Canaã, Débora começou a cantar e a festejar com o povo. E uma parte da canção dizia: "Bendita seja sobre as mulheres Jael, mulher de Heber." (Juízes 5:24) Ela foi tida como abençoada, pois através dela, o Senhor entregou nas mãos de Israel o capitão do inimigo. Na curta história desta mulher, vemos duas características importantes: 1) Lealdade - Isto era algo que ela tinha, mesmo sendo seu marido amigo do inimigo. 2) Coragem - Outra coisa que sobressai nesta mulher é a coragem. Mesmo no meio da guerra, permitiu a entrada do inimigo para destruí-lo.
Jael, significava "cabra selvagem ou montês".

sábado, 10 de junho de 2017

Mulheres da Biblia : Isabel

Isabel era casada com Zacarias e pertenciam a uma classe social elevada, eram exemplos de casamento bem sucedido para a sociedade, além de estarem sempre na presença de Deus (Lucas 1:6). Isabel era casada com o sacerdote do templo Zacarias. Ambos já eram velhos quando os conhecemos pela primeira vez na Bíblia. Enquanto ele tinha uma atividade de destaque (ele era sacerdote), ela vivia apenas para a sua casa e ... era uma mulher estéril. Apesar de não ter filhos ela repousava a sua vida nas mãos do seu Deus. Ao ser mencionada na Palavra de Deus, Isabel já é identificada com uma mulher de idade avançada (Lucas 1:7,18). Mesmo sem ser mãe, ela não é relatada como amargurada e, muito menos, que se irava contra Deus, mas que era irrepreensível em sua servidão a Ele (Lucas 1:6).
Isabel foi descendente de Arão e esposa do sacerdote Zacarias. Eram um casal temente a Deus e já com idade avançada, não possuiam filhos. Um dia o anjo do Senhor apareceu a Zacarias e lhe disse : Não tenha medo, Zacarias sua oração foi ouvida. Isabel, sua mulher, lhe dará um filho, e você dará o nome de João. (Lucas 1:13) Ele duvidou da promessa, argumentando que os dois eram velhos para conceber uma criança. E, por causa disso, ele ficou mudo até que seu filho nasceu.
A vida de Isabel mudou completamente. Agora comentavam sobre ela, não somente porque era esposa de sacerdote, mas porque Deus havia feito um milagre em sua vida (Lucas 1:25). Isabel - Recebeu a graça divina de dar a luz na velhice e conceber João Batista que foi quem preparou o caminho para a chegada do mestre: Jesus.
Significado do nome - Isabel, hebraico, consagrada a Deus.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Princesa Esthi

O dia tão esperado chegou, 1 de Junho , dia mundial da criança, e tu chegaste logo pela manhã. Chegaste linda perfeitinha, princesa linda da avó. Chegaste para encher mais de cor e brilho as nossas vidas, te amamos muito princesinha. És uma princesa , uma estrela nas nossas vidas. Te amamos princesa Esther, minha doce Esthi.